sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

A Estrela do Oriente - Capítulo 5



Nisso chegaram os oficiais do rei e levaram Hamã para o banquete que a rainha Ester havia preparado.
O rei e Hamã foram ao banquete da rainha Ester. Muito ansioso, o rei perguntou:
- Rainha Ester? Qual é o seu pedido? Você será atendida. Mesmo que seja metade do reino, lhe será dado.
Adivinhe o que a rainha respondeu?
Dessa vez ela abriu o jogo com o rei, dizendo:
- Poupe a minha vida e a do meu povo. Se fôssemos para sermos apenas escravos ficaríamos quietos, mas agora querem nos matar.
O rei arregalou o olho e disse:
- Quem se atreve a uma coisa dessas? Quem é que fez isso?
A rainha Ester responde:
- É Hamã. Ele é muito mal!
O rei ficou furioso e de tão furioso que ficou se levantou e foi pro jardim.
Hamã suava frio, ficou apavorado. Sentiu que foi condenado e por isso cai de joelhos aos pés de Ester e lhe implora por clemência.
O rei retorna do jardim e vê Hamã agarrado aos pés da rainha. Ele fica mais furioso ainda com Hamã. Um dos oficiais do rei diz que tem uma forca na casa de Hamã e o rei, nem pestaneja, manda enforcar Hamã na própria forca que ele construiu.
E assim o rei fica mais calminho.
O rei dá todos os bens de Hamã para Ester e nomeia Mardoqueu como substituto de Hamã.
Porém Ester ainda está aflita, pois o decreto para matar os judeus ainda está em vigor e ela pede ao rei para cancelá-lo. O rei, porém, informa que não se pode cancelar um decreto, na verdade, o que poderá ser feito é redigir outro decreto, onde o rei apóia os judeus e que eles devem se unir e se proteger, bem como destruir quem quiser os matar.
Mardoqueu, juntamente com os secretários redige um novo decreto, sela com o selo do rei, e manda os mensageiros entregarem o mesmo urgentemente em todo o reino e províncias. E agora eles ficam mais aliviados.
Hummmm... mas o que será que vai acontecer nesse dia 13?
Dia 13 chegou. Os judeus se reuniram e dominaram sobre aqueles que o odiavam. Ninguém conseguia resistir a eles. Os judeus feriram os seus inimigos a espada, inclusive os 10 filhos de Hamã.
No outro dia eles fizeram uma grande festa.
Mardoqueu fez mais um decreto, onde todo o ano, nos dias 14 e 15 de adar, fosse comemorada a festa do Purim, onde Deus transformou o pranto em festa e a tristeza em alegria.
E assim, a rainha Ester continuou rainha por longa data.
Mardoqueu foi o segundo na hierarquia, depois do rei Xerxes e era importante entre os judeus e amado por eles, pois trabalhou para o bem estar do seu povo e também de todo o reino.
Fim

fonte: linolica.com.br


1 comentários:

Kata on 11 de dezembro de 2009 23:05 disse...

A paz amada
nossa seu blog é muito lindo e interessante.... sou a sua mais nova seguidora, amei muito e espero voce no meu blog... venha fazer um visitinha, vou ficar te esperando...
abraço que Deus continue te abençoando muito...
Kata

 

A criança no coração de Deus Copyright © 2011 Designed by Ipietoon Blogger Template and web hosting