quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Festa dos Tabernáculos - Dia das crianças


Conhecendo melhor o assunto


A Festa dos Tabernáculos tinha como objetivo fazer o povo se lembrar do tempo em que morou em tendas, durante a peregrinação pelo deserto, e que Deus o sustentou ali, após havê-lo tirado da escravidão no Egito (Lv 23:33-43)

Nesta festa, toda a região próxima a Jerusalém ficava coberta de cabanas ou tendas feitas de ramos de árvores, daí o nome hebraico sucot. Todos os israelitas moravam ali durante aqueles dias.

Eram também conhecida como Festa da Colheita, Festa da Sega, Festa das Cabanas. Comemorada no sétimo mês do calendário judaico, cinco dias após o Dia da Expiação, ela prosseguia por sete dias, e no oitavo havia uma reunião solene (Ex 23:16 e 17; 34:22) Era realizada logo após o povo de Deus colher o trigo e recolher os frutos próprios da estação, e em memória à provisão divina, que nunca faltou, mesmo nos momentos mais difíceis que o povo viveu no deserto (Lv 23:43)

Era a festividade mais alegre de Israel, quando o povo se divertia mais, pois os corações estavam repletos de contentamento pelos cuidados de Deus.

Leitura da Bíblia: Mateus 6:25-34

É tão difícil quando há alguém desempregado na nossa família, não é mesmo? As pessoas ficam tristes e preocupadas, pensando:

- como vamos comprar as coisas para comer?

- e as outras coisas que precisamos, como vamos fazer?

Jesus nos ensinou que não devemos andar preocupados com estas coisas, mas buscar a Deus em primeiro lugar, pois é Ele quem nos dá o que precisamos. Vamos ler o texto que mostra o que Jesus ensinou (leitura do texto: Mateus 6:25-34. Dirigente, peça que os meninos leiam os versículos ímpares e as meninas os pares)

Devemos todos os dias agradecer a Deus pela comida e pela roupa, porque Ele sustenta e cuida da nossa família.

Sugestão de cântico: Tempo de festa (diante do Trono – Águas Purificadoras)

I – Uma festa para ativar a Lembrança

Sabem por que era chamada Festa dos Tabernáculos? A palavra Tabernáculo quer dizer habitação portátil, ou seja, que podia ser levada de um lugar para o outro. Durante os dias dessa festa, cada família deveria armar uma tenda ou barraca, e se hospedar ali. Essas tendas eram chamadas sucá (tenda). Por isso, em hebraico, essa festa era chamada sucot.

Do que vocês acham que eram feitas as tendas para essa festa? Elas eram feitas de galhos de árvores, folhas de palmeiras e outras plantas. Que tendas diferentes! Essas tendas ou barracas eram para os israelitas se lembrassem do tempo em que moravam em tendas, enquanto viajaram por 40 anos, pelo deserto até a Terra Prometida.

A Festa dos Tabernáculos era um grande acampamento, com tendas bem diferentes. Devia ser uma aventura passar uma semana morando em tendas assim. Quem ali já acampou em tendas (barracas)? Legal, não é?

Mas, uma coisa é a gente passar um fim de semana acampado numa barraca, outra bem diferente é morar em barracas durante 40 anos, viajando daqui para ali. Essa experiência deve ter sido bem difícil.

Em Dt 8:2-5 está escrito que, apesar dos sofrimentos, o Senhor havia sustentado o Seu povo em todas as suas necessidades e que o povo havia aprendido muitas lições.

A Festa dos Tabernáculos também deveria ajudar as pessoas que nasceram durante o tempo que o povo esteve viajando pelo deserto e aquelas que nasceram depois a saber como era morar em tendas, dependendo de Deus para tudo: ter comida, proteção, saber para onde deveria se mudar, etc.

• Lembrar o cuidado e a proteção de Deus é importante para nós, hoje, também, pois nos ajuda a ter esperança quando vierem dias difíceis (Leia Lm 3:21) Por isso, quero que cada um de vocês escreva o seu memorial, ou seja, escreva num caderninho tudo que vier a sua memória (lembrança) sobre o que Deus tem feito por você, e as experiências que tem tido com Ele. Procure, cada dia, se lembrar de alguma coisa que aconteceu na sua vida que mostre o cuidado de Deus. Escreva essas lembranças para que elas não se percam e, para que, quando você voltar a lê-las possa agradecer a deus e ter esperança de contar mais vezes a Sua ajuda.

II – Uma festa para ativar a Gratidão

Além de ativar as lembranças, a Festa dos Tabernáculos ativava a gratidão, porque acontecia após a colheita de cereais e dos frutos. Vocês se lembram o que o povo comia no deserto? Ah! O maná e, às vezes, as codornizes. Mas, depois que já estava na Terra Prometida, o povo colhia trigo para fazer pão, colhia uvas, azeitonas, figos, romãs, tâmaras, etc. Já pensaram a alegria do povo com todos esses alimentos?!

Nessa festa, o povo levava muitas ofertas ao Senhor, e muitos animais eram sacrificados no Templo. Nas noites havia banquetes, danças, cânticos e muita alegria mesmo. Como eles eram agradecidos a Deus!

• E você, agradece a Deus pela comida que tem na sua casa? Ou fica reclamando? A Bíblia diz: “Em tudo daí graças” (I Ts 5:18)

Jesus na Festa dos Tabernáculos

Conhecendo melhor o assunto

A Festa dos Tabernáculos, também conhecida como a Festa das colheitas, era a mais alegre e mais longa de todas as festas bíblicas. “Era uma celebração da graciosa provisão de Deus para os israelitas no deserto, ao término da colheita do ano. Havia um cerimonial de águas corrente (comemorando a provisão de águas no deserto, Nm 20:2-13) e o ritual acender lâmpadas.” (Bíblia Genebra)

Nos tempos do N.T., os judeus tinham o costume de carregar água do poço de Siloé e despejá-la numa bacia, posta ao lado do altar do sacrifício, todos os dias da festa. Esse fato não é mencionado no A. T. A cerimônia de derramamento de água significava um ato de agradecimento pelas chuvas que proporcionaram boas colheitas durante o ano.

Quando Jesus esteve presente na Festa dos tabernáculos, em Jerusalém, no último dia da Festa, declarou: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva” (João 7:37-38) Jesus declarou ser essa água e afirmou que se os presentes na celebração bebessem da água que Ele oferecia (e ainda oferece), a sede espiritual deles seria saciada. Isso causou grande impacto nos Seus ouvintes.

Com o passar os anos, nas noites da Festa dos Tabernáculos, as pessoas se reuniam em frente ao Templo, sob a luz de quatro grandes candelabros. “Essa brilhante iluminação talvez fosse um memorial da coluna de fogo, que guiava o povo de Israel à noite, quando habitava em tendas, durante suas peregrinações pelo deserto. Jesus, pois, é a nova coluna de fogo, que veio iluminar os homens de todo mundo” (O Novo Testamento Interpretado – Champlim). Exatamente como Jesus declarou; “Eu sou a luz do mundo” (João 8:12)

Com a vinda de Jesus, não precisamos mais celebrar cada ano os sacrifícios que os israelitas tinham que celebrar, pois essas festas eram “sombra das coisas que haviam de vir” (Cl 2:17)
Celebrando a Festa dos Tabernáculos

Naquela festa, o povo de Deus ficava por sete dias em tendas, feito com ramos de palmeiras e galhos de árvores. Foi Deus quem mandou que eles fizessem assim, para se lembrassem do cuidado de Deus, quando moravam em tendas no deserto, pois Ele os ajudou e não lhes faltou nada: nem comidas, nem água.

A Água

Um motivo de gratidão do povo de Israel era em relação à água que Deus lhe dava através de boas chuvas. Lembrando que, no deserto, muitas vezes Deus teve que providenciar água que saiu até de pedras para saciar a sede do povo. Por isso, nos tempos de Jesus, durante a Festa dos Tabernáculos havia a cerimônia de buscar a água lá no poço de Siloé e trazê-la para ser derramada sobre o altar, no Templo. Isso era feito pelos sacerdotes.

Certa vez, enquanto essa festa era realizada lá em Jerusalém, Jesus, que também estava participando, se levantou e disse: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva” (João 7:37-38)

Jesus queria dizer que assim como a água mata a nossa sede, Ele é a água que mata a nossa sede de Deus, ou seja, através de Jesus conhecemos mais de Deus.

Se os israelitas faziam festa de gratidão a Deus pela água que nunca lhes faltava, nós que conhecemos a Jesus como nosso Salvador e Senhor, que nos aproxima de Deus, devemos ser mais gratos ainda.

A Luz

Durante a Festa dos Tabernáculos, o Templo ficava iluminado, com quatro grandes candelabros de ouro. Isso confirma as palavras de Jesus quando disse: “Eu sou a luz do mundo, quem me segue não andará nas trevas, pelo contrário, terá a luz da vida.” (João 8:12)

O que vocês acham que Jesus queria dizer com isso?

A presença de Jesus em nossa vida é muito importante, pois nos protege do mal e nos ajuda a andar nos caminhos corretos.

A Festa dos Tabernáculos era muito bonita e alegre. As pessoas se lembravam e agradeciam a Deus por todo o cuidado com elas no tempo em que moravam no deserto. Deus não deixou lhes faltar nada!

E você, sempre agradece por cada uma das bênçãos que Deus tem lhe dado? Bênçãos são presentes de Deus.

Hoje veremos alguns dos presentes que Deus nos dá. E devemos sempre ter coração agradecido a Ele por Seu cuidado e amor, demonstrando durante todos os dias e das mais diversas maneiras

OBS: De preferência deixe cada criança abri os presentes

1º Presente (uma caixa onde há frutas, ou figuras de frutas)

Somos agradecidos ao Senhor pelas frutas deliciosas que comemos neste ano. Sabemos que são parte dos presentes que Deus nos tem dado e que nos ajudam a crescer fortes e com saúde. Para que elas estivessem aqui foi preciso chuva e sol, e Deus fez tudo certinho para o nosso sustento. Vamos agradecer pelas frutas? (Peça a uma criança que faça esta oração)

2º Presente (uma caixa onde estão pães e biscoitos, ou figuras de pão e biscoito)

Somos agradecidos ao Senhor porque não nos falta o pão de cada dia. Agrademos porque tem dado saúde aos nossos pais, para que trabalhem e nos tragam o alimento de cada dia. Precisamos pedir que esse pão nunca falte e que possamos ser sempre agradecidos por ele. Vamos agradecer agora? (outra criança deve orar)

3º Presente (uma caixa onde estão as flores ou uma figura de uma criança olhando flores)

Deus fez as flores para enfeitar e alegrar o mundo. Devemos agradecer a Deus por elas, e não estragá-las, pisando, arrancando. Pelo contrário, precisamos cuidar da natureza que deus fez, como por exemplo: colocando água nas plantinhas, tirando os matinhos, etc.(Aplique conforme a idade e realidade das crianças. Se desejar, explique sobe a importância das plantas na fotossíntese e a produção de nutrientes para os pássaros e insetos.) (Faça uma oração com outra criança)

4º Presente (uma caixa onde está a figura da família ou, se preferir, uma foto de sua família ou de uma família da igreja)

Um dos tesouros mais preciosos que temos recebido de Deus é a nossa família. Precisamos agradecer pelo nosso pai, nossa mãe, nossos irmãos, avós, tios, primos. Cada um é uma benção especial de Deus para nós, mesmo aqueles que talvez “pequem no nosso pé”. Além de sermos agradecidos a Deus por eles, precisamos também pedir que Deus mantenha a nossa família unida e amiga dEle. (Oração e pode louvar: “Juntos no lar” ou Rap da família)

5° Presente (uma caixa onde está a figura de um templo ou, se preferir, uma foto do templo que as crianças freqüentam)

A nossa igreja tem nos ajudado muito a conhecer o amor de Deus através de Jesus, e tem nos ajudado a amar mais o nosso próximo. Podemos louvar a Deus pelo Culto, por nossa Escola Dominical, pelas atividades com as crianças: acampamentos, piquenique, passeios, pelos professores e pelos pastores de nossa igreja. Deus tem sustentado a nossa igreja e o trabalho que é feito com as crianças (Oração de louvor por esse motivo)

6º Presente (uma caixa onde está a Bíblia)

Devemos agradecer a Deus porque a Bíblia existe. Nela está escrito que Deus quer falar com a gente. A Bíblia nos ensina, nos ajuda em tudo que fazemos. E há lindas histórias! (Outra criança orando pela Bíblia)

7º Presente (uma caixa onde está a figura de uma cruz e de um túmulo vazio. Está caixa deve ser a maior e mais bonita)

O melhor e o maior presente que recebemos de Deus é Cristo Jesus. Você se lembra o que Jesus falou na Festa dos Tabernáculos? Ele é a água que mata a nossa sede de Deus, pois através Dele nos aproximamos de Deus, e a luz que nos mostra como viver para agradar a Deus.

Você já recebeu o melhor presente de Deus? (Professor, apresente o plano da salvação e faço o convite)

E você, que já aceitou a Jesus como Salvador, agradeça sempre a Deus pela salvação em Cristo Jesus. (Oração)

Conclusão

Quero agora fazer um desafio a vocês. Lembre-se de agradecer a Deus (Cl 3:15b) todos os dias pela natureza, pela comida, pela roupa, pela igreja, pela família, pelos amigos, pela Bíblia e, principalmente pela salvação em Cristo Jesus. Agradeça pelo novo dia, quando você acordar, pela sua família, quando dor dormir, pala comida, antes das refeições, e cada vez que você ver algo bonito que Deus fez. Ore assim: “Senhor, muito obrigado (a) pelo... em nome de Jesus. Amém”. Simples, não é? Mas Deus fica contente quando lembramos de agradecê-lo. A Bíblia diz “Em tudo daí graças, porque esta é a vontade de Deus” (I Ts 5:18) (Professor, se for necessários, repita esta oração usando vários motivos de agradecimento, ensinando, assim, a criança a orar)

Material: Culto Infantil – Festas Bíblicas e Atuais
Editora Cristã Evangélica



Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails